A gordura fora do lugar e os tentadores emagrecedores. É o fim da pança?

Como esse blog vira e mexe aborda a gastronomia, vou escrever aqui novamente sobre a consequência do ato de comer: a pança. Entenda-se por pança toda e qualquer gordura indesejada localizada em diferentes partes do corpo onde ela não deveria estar ou, sequer, existir. E eu como nunca usei uma roupa tamanho "P" na vida, nem mesmo quando nasci, sou a encanação em pessoa quando o assunto é gordura em partes do corpo onde ela não deveria existir. Por isso, e só por isso, sempre fui obrigada a praticar exercícios físicos. Sem isso, viro a bola, e não mais só a encanação, em pessoa. Afora que também vivo de dieta desde que nasci: pão só se for sem miolo, leite só se for desnatado e bolacha só se for de água e sal. Dureza!

Bom, desde outubro não pratico exercícios físicos, pois lesionei o menisco e precisei operar. Só um adendo: sou ou era uma corredora amadora e ter lesionado o menisco foi apenas mais um fator para eu repensar sobre a prática de exercícios. Se eu fosse sedentária isso teria acontecido? Talvez estivesse em formato que não fosse o de gente, mas meu joelho estaria inteiro. Vamos em frente.

Sem poder praticar exercícios físicos e sendo uma comedora contumaz de tudo que não seja fígado, dobradinha, língua e ossobuco, estou em constante estado de nóia e vejo gorduras sobrando no meu corpo até no dedinho do pé. Não, não subi na balança para ver se é alucinação ou fato porque não sou louca. É fato. Então, nesse constante estado de paranoia, tenho lido tudo sobre como emagrecer sem precisar se mexer. Já descobri de tudo, mas os remédinhos que mais me chamam a atenção, sempre, são os chamados naturais. Tem pholia magra, pholia negra, Koubo, remédio que índio tomava, chá que esquimó bebia, cápsula que auxilia no combate à celulite, erva que reduz medidas abdominais (essa é a que mais gosto!) e raiz usada na Grécia Antiga. Ainda não caí em tentação, mas que a vontade bate a cada refeição, ah bate.

Eis que surge no meu email o sonho dos gordos e das paranóicas de plantão: Kit de Emagrecimento Natural: PholiaNegra, Faseolamina e PholiaMagra de brinde. Apenas R$74,90 com frete grátis pra todo Brasil. 50% de desconto. Benditos sites de compras coletivas. Só seriam cem kites disponíveis, mas a procura foi tanto que ampliaram para 300. Minha mente não conseguiu focar em outro assunto o dia todo, a não ser no kit. Compro ou não compro? O preço é bom e vai que ... né? Só fiquei na dúvida de o que fazer com três tubos de comprimidos emagrecedores. Toma um de cada um a cada refeição? Ou acaba um tipo e começa o outro? Procuro um médico para saber como tomar? Se eu tomar, conto para alguém ou tomo escondida? Será que isso funciona mesmo? Uma coisa é certa: 300 pessoas compraram o produto no prazo de um dia e, eu, de tanto pensar, fiquei sem, mesmo que quisesse.

2 comentários:

Simone Lins 23 de fevereiro de 2011 00:07  

Maria, me reconheci nesse texto, só tiro o joelho estourado, que ainda não tenho, mas luto sem trégua contra a balança, e acho muito injusto ficar nessa vida de não comer tudo que gosto!
Quero um kit milagroso desse!
Adorei o post!
Bj

Rudy 23 de fevereiro de 2011 16:47  

Meu, sem exercícios eu fico que nem um hipopótamo. Aliás, mande os miolos de pão pra cá porque eu os adoro!!

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
Jornalista. Ardida. Gosta de livros, música, Mafalda, São Jorge, sorvete, corrida e bicicleta. Canta sozinha na rua e conta helicópteros no céu.

Nosso Cortiço

Um blog para compartilhar aquilo que nem sempre há pessoas para compartilhar.

Outros cortiços

Quem perde tempo comigo