Feijoada do Stream: boa, boa, boa!

Aqui em Ribeirão Preto, já comi feijoada no Paddock, quando eles serviam aos sábados, e na Recra. Sei que também tem no Engenho da Cerveja, mas lá nunca comi e não faço ideia de como seja o esquema. Neste final de semana, resolvi experimentar a feijoada do Stream. Acompanhada dos pais e do marido, nos atiramos no mundo do feijão preto e a experiência foi das melhores.

Para não ser pega de surpresa na hora de pagar a conta, decidi ligar antes para saber o preço por cabeça: R$ 35. Esse valor lhe dá o direito as entradas, mesa de saladas, feijoada e sobremesa. Entenda-se por entrada a "mesa da baiana", onde é servido caldinho de feijão, acarajé e torresmo antes mesmo de entrar no salão do restaurante. A salada também é bem sortida, mas considero um desperdício preencher parte da sua fome com saladas antes de mandar ver numa pratada de feijoada.

Os ingredientes da feijoada ficam todos separados e tem tudo o que você possa imaginar: da tradicional calabresa, carne seca e paio, para os mais simplistas, ao rabo, orelha, pé e língua para os mais abusados. Tem também lombo e costela, banana milanesa e frita, abacaxi, laranja. Enfim, tudo o que uma feijoada de verdade tem para oferecer. De sobremesa: sorvete com cobertura de amora, merengue, pudim, brigadeirão e mais uns docinhos caseiros. Dos quatro integrantes da minha mesa, todos aprovaram a feijoada. Isso sem contar o ambiente, que também é bem agradável. Entre a feijoada da Recra e a do Stream, fico com a segunda opção.

2 comentários:

Gabriela Yamada 15 de novembro de 2010 20:45  

Eu adoro a feijoada do Stream. Para falar a verdade, só perde para a da minha mãe.

Rudy 17 de novembro de 2010 12:27  

Muito famosa esta feijoada. E acredita que eu nunca fui? Ouço falar faz anos!
Acho o preço justo pela qualidade, fama e aperitivos. Fica aí a dica pra um dia eu tomar jeito e experimentar mais esta oferta que tanto sucesso faz em RP.

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
Jornalista. Ardida. Gosta de livros, música, Mafalda, São Jorge, sorvete, corrida e bicicleta. Canta sozinha na rua e conta helicópteros no céu.

Nosso Cortiço

Um blog para compartilhar aquilo que nem sempre há pessoas para compartilhar.

Outros cortiços

Quem perde tempo comigo